segunda-feira, 13 de outubro de 2014

COPOM


O Comitê de Política Monetária (Copom) é um órgão do Banco Central do Brasil (BCB), que tem por objetivo definir o valor da taxa Selic. Além disso, o Copom é responsável pelas demais diretrizes da política monetária brasileira. Criado em junho de 1996, o Copom é constituído pelos diretores do BCB e suas reuniões ocorrem a cada 45 dias.

Sistema de Metas para a Inflação

O Copom é parte fundamental do sistema de metas para a inflação, adotado no Brasil desde 1999, através do Decreto 3.088, em 21 de junho de 1999. Desta forma, a meta de inflação é definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), cabendo ao Copom a tarefa de ajustar a política monetária adotada no Brasil (especialmente o valor da taxa Selic) para cumprir a meta de inflação estabelecida.

Segundo o mesmo Decreto, em seu art. 4º, se as metas não forem atingidas, o presidente do BCB deverá divulgar, em carta aberta ao Ministro da Fazenda, os motivos do descumprimento, providências e prazo para o retorno da inflação aos limites estabelecidos, bem como o prazo para que as providências produzam efeitos.

As reuniões do Copom dividem-se em dois dias. No primeiro dia (terça-feira) os chefes de departamento do BCB apresentam uma ampla análise economia brasileira (inflação, atividade, contas públicas, balança de pagamento, câmbio etc.). No segundo dia (quarta-feira) os diretores do BCB decidem a taxa Selic, em votação.

Para saber mais informações sobre o Copom, bem como as atas, apresentações técnicas, calendário das reuniões, comunicados, e o histórico da taxa Selic, acesse a página do comitê no sítio do BCB (aqui).